Narrativas: O poder de uma boa história

Como funcionam as narrativas para a comunicação

Narrativas são formas de contar histórias. Na publicidade, e recentemente nas redes sociais, elas são o ponto-chave para vender um produto, ao causar empatia no consumidor e tratar aquela história como dele também. O termo possui um similar em inglês, “storytelling”, que está relacionado com a narrativa e sua capacidade de contar histórias relevantes. Mas como as narrativas funcionam, exatamente?

A narrativa faz uso de palavras ou recursos audiovisuais para transmitir um conteúdo, e na publicidade e no marketing ela tem como principal função promover uma marca sem fazer a venda diretamente.

Uma forma de compartilhar conhecimento, a arte de contar histórias aproxima as pessoas da empresa e nisso pode ser aplicada para vender produtos, serviços ou ideias. Estabelecemos ligações interpessoais através de uma narrativa. Convivendo diariamente sendo bombardeados com excesso de informação, cativar um potencial cliente com uma história pode ser uma alternativa para quebrar a habitual defesa que as pessoas têm com abordagens tradicionais e abertamente comerciais.

Ou seja, contar uma história pode ser melhor do que simplesmente jogar um produto diante do cliente e esperar que ele compre. Uma boa história acaba por revelar o benefício que a marca trouxe para a vida do consumidor, o que cria uma aproximação entre cliente e empresa.

Tudo isso para dizer que as pessoas na sua narrativa precisam querer algo. A história não começa até que se saiba claramente qual é o objetivo do protagonista, pois é com isso que audiência deve se importar. Isso nos leva a outro ponto: narrativas falam a linguagem da audiência. Ao contar uma história, sempre leve em consideração que você precisa se comunicar com seu público, e para isso não deve usar uma linguagem que não esteja ao alcance dele.

Narrativas ativam emoções e não apenas contam, elas mostram. É preciso mostrar um retrato, uma motivação e fazer o público sentir a história e assim se envolver com a marca que ela representa.

Ter isso em mente na hora de começar a construir um storytelling para a sua marca é fundamental.